18 dezembro 2016

Munus Mortem Porcus MMXVI

10:45


Fazendo uma pequena análise em termos confrádicos do ano de 2016 chego à conclusão de que este para a Academia Madeirense das Carnes/Confraria Gastronómica da Madeira foi positivo. No entanto quero chamar a atenção para alguns factos que acho que devem serem salientados.
Embora reconhecendo a existência em Portugal de uma dieta e gastronomia atlântica a Federação Portuguesa das Confrarias Gastronómicas tem dificuldade em reconhecer a sua importância.
Congratulo-me com a criação do Dia Nacional da Gastronomia Portuguesa, mas no entanto estou preocupado pelo facto de que a poucos dias do fim de 2016 ainda não saibamos qual a localidade onde será realizado o Dia Nacional da Gastronomia Portuguesa, no último domingo do mês de Maio de 2017.
Passados 10 anos (2006-2016) o senhor carlos martin cosme continua a ter um comportamento obsessivo e doentio para com a Academia Madeirense das Carnes/Confraria Gastronómica da Madeira.
Com a presença da AMC/CGM em 48 eventos confrádicos realizados fora da Região Autónoma da Madeira durante o ano de 2016, a sua presença na República do Chipre e na Inglaterra, o estabelecimento de contactos com as Ordens da Roménia, Moldávia, Macedónia, Finlândia e Áustria comprovam o bom estado de saúde da Confraria Madeirense.

Artigo de opinião da total responsabilidade de Gregório J.Silva Freitas
Dezembro de 2016, Estreito de Câmara de Lobos 

Escrito por

A Academia Madeirense das Carnes - Confraria Gastronómica da Madeira é uma associação sem fins lucrativos, que promove e defende a Gastronomia Regional Madeirense e todo o seu partimónio cultura.

0 comentários:

 

© 2013 Academia Madeirense das Carnes - Confraria Gastronómica da Madeira. All rights resevered. Designed by Templateism

Back To Top